CUPIDO parte II



O saber nos indica o caminho a percorrer, eis então a II parte de Cupido.


Vênus tendo-se queixado a Têmis de que seu filho Eros sempre permanecia como criança, a deusa consultada respondeu que ele não cresceria enquanto ela não tivesse outro filho. Vênus então lhe deu como irmão Ânteros, com quem ele começou acrescer. Isso significaria que o amor, para crescer, tem necessidade de ser correspondido. Representava-se Ânteros, como seu irmão, sob o aspecto de um menino pequeno, com asa, aljava, flechas e um cinturão.

O nome Cupido, em latim, sugere a idéia de amor violento, de desejo amoroso, em grego Ímeros; mas na mitologia latina, dão-se a esse deus mais ou menos a mesma origem, a mesma história do deus grego Eros, amor. Cupido nasce de Vênus com Marte.

Esta parte da lenda é interessante: Eros é representado pela figura de um menino de sete a oito anos, com ar ocioso, mas maligno; armado de um arco e de um coldre cheio de flechas ardentes, algumas vezes de um tocha aceso ou de um capacete e de uma lança, coroado de rosas, emblema dos prazeres. Às vezes é cego, porque o Amor não percebe defeitos no objeto amado; ora tem uma rosa na mão e um delfim na outra. É visto ás vezes entre Hercules e Mercúrio, símbolo do muito que podem, em amor, a coragem e a eloqüência. Outras vezes colocam-no ao lado da Fortuna, tendo, como ele, os olhos vendados. Pintam-no sempre com asas e essas são de cor azul, de púrpura e de ouro. É visto no ar, no fogo, na terra e no mar. Conduz carros, toca lira, monta em leões, em panteras ou em delfim, para indicar que não ha criatura que escape ao amor. Não é raro vê-lo junto de sua mãe, que brinca com ele, o contraria ou aperta ternamente sobre o coração. Entre as aves, prefere o galo e o cisne, ave favorita de Vênus; ele mesmo toma, algumas vezes, as asas do abutre, símbolo da crueldade. Apraz-se em montar sobre um cisne cujo pescoço beija; e quando esta sobre o dorso de um carneiro, mostra no rosto tanta alegria e orgulho como quando esta sobre um leão, um centauro ou sobre os ombros de Hercules. Com capacete, lança e escudo, assume uma atitude belicosa, mostrando assim que em toda parte é vitorioso, e que o próprio Marte se deixa desarmar pelo amor.
Cupido conhece Psique e tem um filho com ela que vai se chamar Volúpia. Mas isso é uma outra história...