TOURO continuaçao II


Tranquilo possuidor do trono dos atenienses, reuniu em uma cidade os habitantes da Ática, ate então dispersos em diferentes povoações, instituiu um governo, promulgou leis, e deixando o povo governado pela própria legislação, retomou o curso das suas aventuras e das suas empresas. Esteve na Guerra dos Centauros, na conquista do Tosão de Ouro (velo de ouro), na caça de Cálidon, e segundo alguns, nas duas Guerras de Tebas.



Foi também à Trácia em busca das amazonas, e como Hércules, teve a glória de combatê-las e vencê-las. Casou-se com a sua rainha Hipólita ou Antíope, feita prisioneira, de quem teve um filho, o infeliz Hipólito.


Conta-se que, já aos 50 anos, teve o desejo de raptar a bela Helena então apenas saída da infância. Mas os tindáridas, seus irmãos, reconquistaram-na, e a seu turno raptaram a mãe de Teseu, Etra, que fizeram escrava de Helena.


Tendo enfim combinado Pirítoo, com seu amigo, raptar a mulher de Aidoneu, rei de Épiro, ou, segundo a fábula, Prosperpina, mulher de Plutão, foi feito prisioneiro até que Hércules o foi libertar: chama-se a isso a descida de Teseu aos infernos.